Planeje seu 2019 para ser um ano sustentável e de sucesso! 488

Planejamento-pessoal-com-sustentabilidade

Independentemente de ter ido (ou não) ao litoral para pular sete ondas na virada do ano, ter comido lentilhas na ceia ou ter realizado outras tantas simpatias mais, você muito provavelmente fez coro ao que mais se desejou à zero hora do relógio do dia 1º de janeiro de 2019: “ano novo, vida nova”!

Afinal, todo começo de ciclo renova nas pessoas a vontade de obter prosperidade nos dias que estão por vir, de concretizar novos projetos e de ser feliz – com muita saúde. Anseios plenamente justificáveis, por sinal, já que ritos de passagem simbolizam o término de períodos e a possibilidade de mudanças.

Chances de recomeço revigoram, dão novo ânimo e, para muitos, marcam o momento ideal para reparar arestas e buscar evoluir como ser humano.

Crie metas pessoais para não sair do foco

Considerado o mês dos planejamentos, janeiro é, geralmente, um período em que estratégias são traçadas e planos começam a ser sonhados. E se você ainda não fez seu planejamento estratégico pessoal para 2019, faça. Isso fará muito diferença no saldo final do seu ano. Acredite!

Precisando de um empurrão para planilhar seus projetos? Pense da seguinte forma: empresas bem-estruturadas elaboram planejamentos estratégicos com diretrizes a serem seguidas ao longo do ano, para alcançar os objetivos de mercado com sucesso. Assim, pessoas também podem – e devem! – traçar planos a fim de tornar mais alcançáveis suas metas pessoais.

A partir do momento em que você passa a seguir um planejamento pessoal por você elaborado, assume o controle total da sua vida. De quebra, ganha ânimo diário que te motiva a tomar decisões e a executar as atividades do dia a dia, com foco nas metas estabelecidas.

Nunca fez um planejamento pessoal? Coloque no papel metas mensais, trimestrais, quadrimestrais ou semestrais – não existe regra, o importante é se planejar, de modo a ter uma direção a seguir.

Por exemplo: sua meta é viajar com amigos para Miami em setembro, por uma semana. Para isso, precisa guardar 10 mil reais, renovar o passaporte e tirar visto. Coloque no mapa de planejamento quanto você precisa economizar, por mês, para juntar a quantia. Isso te motivará a recusar convites para idas a bares no meio da semana, a não comprar coisas fúteis em passeios no shopping e a evitar outros gastos desnecessários. E não se esqueça de planilhar os prazos para a retirada dos documentos, para que sua viagem não vá por água abaixo.

Aproveite para adotar atitudes mais sustentáveis

Traçou projetos e sonhos a serem concretizados ao longo do ano? Não se esqueça de adicionar à lista um ponto crucial: mudanças de atitude no sentido de adotar uma postura mais sustentável. Afinal, ser um influenciador da preservação do meio ambiente por meio de ações e de exemplos vai certamente te ajudar a conquistar um futuro melhor.  E não só para você, mas para todos ao seu redor!

Sem falar que ter – e exercer – consciência ecológica é um fator importantíssimo rumo à evolução como ser humano, que citamos no início do presente artigo. Evolução esta fundamental para quem almeja crescer na vida, seja no campo pessoal, profissional, financeiro etc.

Para te ajudar nessa missão, seguem 10 dicas de ações bastante simples de serem feitas, e que são compatíveis com uma vida em harmonia com a natureza:

  1. Reduza o consumo de água. Feche a torneira ao escovar os dentes, tome banhos mais curtos e não deixe a água escorrer enquanto esfrega a louça suja. Usar esguicho para “varrer” o quintal e a calçada, então, nem pensar;
  2. Diminua os gastos com energia, de modo a apagar a luz ao sair de um cômodo e a não deixar a televisão ligada quando estiver dormindo, por exemplo. Também não deixe na tomada equipamentos eletrônicos quando não estiverem em uso, como carregadores de celular, notebooks e micro-ondas;
  3. Faça o descarte consciente do lixo que gera, separando produtos recicláveis (plástico, papel, alumínio etc.) dos orgânicos (restos de alimentos). Viabilize a coleta seletiva;
  4. Contribua com a diminuição da emissão exagerada de gases à atmosfera, dando preferência ao uso de transportes alternativos quando possível, como a bicicleta. Quando o trajeto for curto, deixe o carro na garagem e faça uma caminhada. Dê e pegue mais caronas;
  5. No supermercado, valorize produtos com “selos verdes” e que tenham um apelo sustentável, preferencialmente os fabricados por empresas que de fato adotam uma postura socioambiental correta;
  6. Procure utilizar produtos biodegradáveis (que se decompõem na natureza), entre eles sacolas, canudos e produtos de limpeza;
  7. Plante árvores de espécies nativas e que estão em risco de extinção. As árvores são de grande importância para manter o ar saudável e limpo;
  8. Cultive jardins em casa. Ajude também a manter limpas e repletas de plantas saudáveis as praças, parques e jardins nas imediações da sua residência. Somos responsáveis pelo lugar em que vivemos e devemos trabalhar e cuidar para mantê-lo saudável;
  9. Seja um fiscal do verde e denuncie práticas ilegais que agridam o meio ambiente, como as queimadas, soltura de balões, poluição de rios, descarte inapropriado de lixo em via pública e atos de desmatamento e poda/corte ilegal de árvores, entre outros;
  10. Cobre dos governantes rigor na aplicação e fiscalização das leis ambientais, e exija dos órgãos públicos uma atuação em conformidade com a prática de atividades ambientalmente corretas.

A disposição de mudar certos hábitos só depende de você, mas sabemos que não dá para mudar o mundo sozinho. Propague ao máximo a importância de preservar a natureza e todos os recursos que ela oferece, pois o bem-estar do planeta depende da efetivação de metas coletivas rumo à sustentabilidade. O futuro desta e das próximas gerações agradece!

Deixe uma resposta

Send this to a friend